PRINCIPAL LOJA AGENDA TESTEMUNHOS
PRINCIPAL
LOJA
AGENDA
TESTEMUNHOS
ARTIGOS
CONSELHOS PARA CASAMENTO
RESTAURANDO O CASAMENTO
NAMORO E  NOIVADO
SEXUALIDADE
ABAIXO A ROTINA
SEMINÁRIOS
PREGAÇÃO EM AUDIO
ESBOÇOS SERMÕES CASAMENTO
NOSSOS ENCONTROS
FOTOS
QUEM SOMOS
CONVITES
LITERATURA
CASADOS PARA SEMPRE
LINK
USO INTERNO
 

Alguém disse que é não é bom morar muito longe da sogra, para que ela não venha de mala pronta passar uns dias na sua casa, e nem é bom morar muito perto para que ela não passe todos os dias. Concordamos plenamente!

Uns dos principais motivos das brigas, são as influências da família do cônjuge no casamento. São os famosos palpites de sogra e sogro. 
Conheci alguns casais que  separaram por esses motivos.

Até onde a sogra ou sogro podem interferir no seu casamento? Pelo que entendemos da Bíblia - salvo algumas exceções; em nenhum momento. 
A Bíblia diz que quando o homem e mulher se casam, devem deixar pai e mãe e se tornarem uma só carne, ou seja, uma nova família. Tornar-se uma nova família requer tempo, pois a esposa e o marido se juntam,  trazendo cada um para o casamento a sua cultura familiar, os seus costumes, os seus gostos e até maneiras de viver, condicionadas pela situação financeira dos pais. 
Durante o convívio, vão se adaptando um ao outro, até terem a sua cultura e as demais coisas com caracteristícas familiares próprias.  Meu sogro costuma dizer que "um casal só consegue se adaptar, depois de comer um quilo de sal."

Quanto mais tempo o marido ou a esposa ficam ligados à família dos pais, mais tempo levam para formar uma nova família.

O que acontece nessa adaptação? Normalmente quando estão se adaptando passam por conflitos, pois agem e pensam de maneiras diferentes. Cada um gosta das coisas do seu modo e acham que é o certo pois, até então só conhecem o modelo de família que viram na casa dos pais.

Na verdade não existe um modelo de família certo, mas existe o novo modelo de família que deve ser construído somente entre marido e esposa.

Mas, às vezes, a grande dificuldade é evitar a intromissão dos pais no casamento. 

Por amor os pais querem ajudar os filhos a serem felizes e acham que o modelo de casamento deles é o correto; ou então, querem evitar que os filhos sofram como sofreram em seu casamento. Alguns têm traumas e querem evitar que os filhos passem pelos mesmos problemas. Sendo assim, dão palpites constantes sobre a maneira que devem tratar um ao outro. Um exemplo clássico é a mãe que diz que a esposa deve ficar de olho nas coisas do marido, ou que deve segui-lo. Geralmente são mulheres que foram traídas ou maltratadas pelos maridos e não querem que suas filhas sofram o mesmo. Outro exemplo comum é o pai do marido que instrui o filho a falar mais alto para que a esposa o respeite, ou então ensina que homem não ajuda a esposa em casa. Outro exemplo, são os pais, que querem manter os filhos junto a eles, mesmo depois de casados. Geralmente são pais que mimaram seus filhos e sempre fizeram tudo para eles. O filho, por ter sido sempre dependente, acaba sempre na casa da mãe, e conseqüentemente influenciado. A maioria das mães costumam achar que as noras não cuidam bem de seus filhos, como elas cuidavam.

A Bíblia é bem clara em relação a influencia dos pais no casamento. Em Gn 2.24 lemos: “"Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne."

Esse versículo instrui três coisas:

  1. O deixar é geográfico: marido e esposa não podem morar na casa dos pais. Isso inclui morar nos fundos - é a mesma coisa.Morar com os pais, abre espaço para que eles dêem palpites no casamento, além da autoridade da casa estar sobre o dono da casa, e não do marido;
  2. O deixar é emocional: ninguém consegue caminhar com uma nova família, preso a antiga. É preciso se desligar! Não quero com isso  instruir que devam deixar de honrar pai e mãe, mas os laços sentimentais devem estar mais fortes com a esposa, do que com a mãe e o pai. Se tiver que escolher entre seus pais e sua esposa, deve escolher pela sua esposa;
  3. O deixar significa ser financeiramente independente: Se ficarem dependentes dos pais, podem abrir a porta para a intromissão deles, pois vão achar que por estarem ajudando financeiramente, tem o direito de governar suas vidas. Caso tenham dificuldades e precisem da ajuda, deixem bem claro aos pais, que vocês continuam independentes.

Observe que a Bíblia diz que os dois devem se tornar uma só carne, e não os quatros ou os seis (esposo, esposa, pai, mãe, sogro e sogra). A Bíblia não dá espaço para mais ninguém, além de marido e mulher.

É preciso tomar cuidado com as intromissões sutis dos pais e sogros. Por amor, acabam dando carinho, ajudando numa coisa ou outra, dando um presente de vez em quando, ajudando a tomar conta dos filhos, enfim... geram motivos para se intrometerem no relacionamento e na vida dos casais. Claro que não fazem isso por mal, mas pelo cuidado fraternal, e por esse amor, querem resolver os problemas dos filhos, se intrometendo. Como filhos, muitas vezes não sabemos dizer não a intromissão.

Tenha uma postura firme e ao mesmo tempo amorosa. Nunca deixe de honrar pai e mãe, mas nunca permita intromissões.

Recomendo que assistam o filme: Ponto de Decisão,da Sony Filmes. Esse filme mostra bem as conseqüências da intromissão da sogra no casamento.

 

 

 

 

 

Site Map