PRINCIPAL AGENDA TESTEMUNHOS ARTIGOS
PRINCIPAL
AGENDA
TESTEMUNHOS
ARTIGOS
CONSELHOS PARA CASAMENTO
RESTAURANDO O CASAMENTO
NAMORO E  NOIVADO
SEXUALIDADE
ABAIXO A ROTINA
SEMINÁRIOS
PREGAÇÃO EM AUDIO
ESBOÇOS SERMÕES CASAMENTO
NOSSOS ENCONTROS
FOTOS
QUEM SOMOS
CONVITES
LITERATURA
CASADOS PARA SEMPRE
LINK
USO INTERNO

Como pastores de casais, já realizamos alguns casamentos. Em todos eles, o momento de jogar o buquê me fazia pensar: “as noivas jogam os buquês porque quem pegar será a próxima a se casar. Isso é uma simpatia! Mas se crente não acredita em simpatia, porque essa mulheres crentes querem pegar o buquê?” Me responda com sinceridade: você conhece alguém que pegou o buquê e casou em seguida?

Queria mostrar aqui de onde vem as tradições do casamento, e o que é de Deus e o que não é de Deus.

Buquê: Surgiu na Grécia antiga, e era um amuleto contra mau-olhado, por isso era confeccionado com alho. Normalmente nos casamentos atuais são feitos de lindas flores e são em números de dois. O primeiro o sacerdote abençoa e é guardado de recordação. O segundo é jogado para as mulheres solteiras. Quem pegar, acredita-se que será a próxima a casar.
Por ter origem em um amuleto contra mau-olhado e ser símbolo de uma simpatia, não é considerado algo de Deus. Confiamos em Deus e não em amuletos para proteger nossos casamentos. Cremos que Deus tem a pessoa certa para cada mulher, e conduzirá o casamento no tempo certo.

Grinalda: Simboliza a coroa de uma rainha. Desse modo, diferência a noiva das outras convidadas. O tamanho significa o status e a riqueza, portanto quanto maior a grinalda, mais status e riqueza possui a noiva.
Não há nenhum problema em a noiva parecer uma rainha. A Bíblia trás Ester como uma mulher de Deus e rainha. Mas querer se exibir e ostentar riqueza é pecado. Uma noiva com uma grinalda linda e ao mesmo discreta é uma rainha de Deus.

Vestido de noiva: A cor branca foi introduzida no século XVII pela rainha Vitória. Não havia até o momento uma cor específica para o casamento, apesar da vermelha ser a preferida. O branco simboliza santidade e virgindade.
Deus se agrada de uma noiva bem arrumada; na verdade a Bíblia diz que a noiva do cordeiro vestirá branco. Gostaria de ver um dia o noivo e a noiva casando de branco, sem pecado e virgens um para o outro, para uma grande noite de núpcias.

Lua de mel: dizem que o costume vem da Alemanha, mas na verdade foi constituída por Deus – a  lua de mel constituída por Deus durava um ano. Tem esse nome porque na cerimônia germânica, os noivos bebiam uma mistura de água com mel, para conseguir boa sorte.
É do agrado de Deus que os noivos tenham esse tempo para se curtirem, e particularmente acho que devem, mas podemos chamar de “tempo romântico em Deus”, em vez de lua de mel.

Aliança: Vem da tradição cristã, desde o século XI. Era colocada no terceiro dedo da mão esquerda, porque acreditavam que nesse dedo havia uma veia que ia direto para o coração. 
Gosto que a aliança seja de ouro, pois o ouro simboliza a glória de Deus.

Não queremos acabar com as tradições dos casamentos, mas apenas orientar os noivos a montarem uma cerimônia que agradará a Deus. Cremos que uma cerimônia tão importante deve ser totalmente do agrado de Deus, sem bebidas alcoólicas, sem músicas do mundo, mas com todos os detalhes consagrados à Deus, para que seja uma casamento consagrado do começo ao fim. 

 

 

Site Map