PRINCIPAL AGENDA TESTEMUNHOS ARTIGOS
PRINCIPAL
AGENDA
TESTEMUNHOS
ARTIGOS
CONSELHOS PARA CASAMENTO
RESTAURANDO O CASAMENTO
NAMORO E  NOIVADO
SEXUALIDADE
ABAIXO A ROTINA
SEMINÁRIOS
PREGAÇÃO EM AUDIO
ESBOÇOS SERMÕES CASAMENTO
NOSSOS ENCONTROS
FOTOS
QUEM SOMOS
CONVITES
LITERATURA
CASADOS PARA SEMPRE
LINK
USO INTERNO
 

I Pd 1.18-19:

 

Pois vocês sabem o preço que foi pago para livrá-los da vida inútil que herdaram dos seus antepassados. Esse preço não foi uma coisa que perde o seu valor como o ouro ou a prata. Vocês foram libertados pelo precioso sangue de Cristo, que era como um cordeiro sem defeito nem mancha.” – NTLH

 

A Bíblia diz que fomos resgatados de um modo de vida sem valor, que foi passado pelos nossos pais. Refere-se ao modo de sermos e agirmos, que aprendemos observando e copiando nossos pais, ou através de seus ensinos.

 

Eu tenho muito dos trejeitos de meu pai. Esses trejeitos se encontram armazenados no sub-consciente. Dou conta deles, quando sento com ele na mesa, e me observo fazendo as mesma posições e os mesmo gestos de meu pai. Até parece que estou brincando de seguir o mestre. Também tenho algumas reações emocionais semelhantes. Tenho certeza que se você parar para refletir um pouco, verá que também tem trejeitos, atitudes, reações, ou até mesmo defeitos e qualidades de seus pais ou mães.

 

Abrãao mentiu, falando que Sara era sua irmã, e Isaque, seu filho, fez o mesmo.

Jacó era um enganador, e seus filhos menos José e Benjamim também foram. Jacó enganou o pai sobre o irmão, e seus filhos fizeram o mesmo enganando o pai sobre a morte de seu irmão José.

Salomão extorquiu o povo aumentando os impostos para sustentar seu luxo, seu filho que assumiu o trono fez o mesmo.

 

Os pais têm autoridade espiritual sobre os filhos. Eles deixam para os filhos heranças morais, culturais, comportamentais e de certa forma espirituais.

 

Lm 5.7 “Os nossos antepassados pecaram e não existem mais, e nós sofremos por causa dos seus pecados.” – NTHL.

 

Lm 5.7 “Nossos pais pecaram e já não existem; nós é que levamos o castigo das suas iniqüidades.” – ARA.

 

Esse versículo diz que os filhos sofrem as conseqüências pelos erros dos pais.

São as heranças, boas ou ruins.

 

Adão pecou e nós herdamos as conseqüências. Por conta de seu pecado, somos obrigados a trabalhar em excesso e as mulheres passaram a ter dores de parto. Fomos separados de Deus e passamos a ser pecadores, e logo, sofrer as conseqüências dos pecados.

 

Se os pais se separam, quem sofre as conseqüências são os filhos. Se um pai comete um crime e é preso, quem sofre pela falta de dinheiro e ausência do pai é o filho.

 

 Lm 5.7 “Nossos pais pecaram e já não existem; nós é que levamos o castigo das suas iniqüidades.” – ARA.

 

Os pais têm autoridade espiritual sobre os filhos. É por isso que alguns falam: “tal pai, tal filho” e “ah! É de família!”

 

Como os pais são cobertura dos filhos, os seus erros abrem legalidade para os demônios. Os filhos quando crianças, não são capazes de responderem por seus atos, por não terem raciocínio e não compreenderem as conseqüências de seus atos. Por isso os pais são responsáveis pelos seus filhos, inclusive legalmente perante a justiça, e principalmente espiritualmente. 

Os demônios que tiveram legalidade nos filhos quando crianças acompanham essas pessoas para sempre, pois sabem que por causa do ensino e do exemplo, são fáceis de serem influenciados.


Um pai que sempre bebia, abriu legalidade para o demônio da bebida. Outro que adulterava, abriu legalidade para o demônio da prostituição. E assim é com vários outros demônios como os que influênicam  mentira, fofoca, egoísmo, etc...

É mais fácil para esses demônios conseguirem influenciar essas pessoas, pois para elas, esse pecados já vem de casa.

 

I Pe 5.8 “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;” – ARA.

 

Eles ficam em volta, e é claro que o demônio da prostituição, influência o filho que viveu nesse meio; o da bebida, o que viveu no meio da bebida.

“Filho de peixe, peixinho é!”

 

Mas então tudo parece muito injusto, pois que culpa o filho tem de nascer de pais cheio de pecado?

Os discípulos de Jesus também achavam que o filho pagava o pecado do pai:

 

Jo 9.2-3 “E os seus discípulos perguntaram: Mestre, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus.” – ARA.

 

Jesus explica que não foi por causa do pecado do pai que aquele homem era cego, mas que todos nós pudéssemos entender que Deus tem uma obra em nossa vida. A obra da restituição.

 

Ez 18.18-22 “Quanto a seu pai, porque praticou extorsão, roubou os bens do próximo e fez o que não era bom no meio de seu povo, eis que ele morrerá por causa de sua iniqüidade. Mas dizeis: Por que não leva o filho a iniqüidade do pai? Porque o filho fez o que era reto e justo, e guardou todos os meus estatutos, e os praticou, por isso, certamente, viverá. A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniqüidade do pai, nem o pai, a iniqüidade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a perversidade do perverso cairá sobre este. Mas, se o perverso se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer o que é reto e justo, certamente, viverá; não será morto. De todas as transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela justiça que praticou, viverá.” ARA.

 

Já estava escrito que o filho não pagaria pelos erros do pai!

 

Porém, existe uma condicional para que isso funcione. O versículo 21 diz que se o filho se converter de seus pecados viverá, ou seja, você será liberto se ouvir, aprender e praticar a Palavra de Deus!

 

VOCÊ TEM RESPONSABILIDADE DAQUILO QUE APRENDE!

 

A partir do momento em que você se converte, torna-se uma nova criatura, tendo todos os seus pecados perdoados. Dessa forma o diabo não tem mais legalidade sobre você. Mas então, por que nem sempre conseguimos nos livrar da legalidade aberta pelos nossos pais?

 

Conversão significa mudança de vida, de atitude. Tem o mesmo significado de arrependimento. O problema é que muitos só se convertem em algumas partes da vida. São os crentes carnais, aqueles que vão para o céu, mas não andam no Espírito Santo – acham que o pecado faz parte, pois afinal não dá para fazer tudo certo... Dão mau testemunho; sempre faltam na Igreja; pois não se sentem motivados a irem aos cultos; não são comprometidos com a obra; não crescem espiritualmente; não conseguem orar diariamente; e quando tem um chamado, esse chamado não se desenvolve.

A Bíblia diz que devemos conhecer a verdade para sermos libertos. À medida que conhecemos a Palavra, somos libertos do pecado. Por isso você tem a responsabilidade daquilo que aprende. Muitos não são libertos dos pecados por que não assumem a responsabilidade.

 

Porque não cumprimos com o que aprendemos?

São vários os motivos para isso, mas quero citar apenas alguns:

 

  1. Por que achamos que são contos da “carochinha”;
  2. Por que achamos que aquilo que é pregado é somente para super espirituais como o apóstolo Paulo, Pedro, aqueles freis, freiras que vivem nos conventos, mas não para pessoas simples como nós;
  3. Por que esquecemos as coisas muito rápido. Será que somos capazes de lembrar o que foi pregado no último culto?
  4. Por que a carne não permite. Nossa vontade é mais forte que nossa santidade.

 

Falamos sobre a responsabilidade, mas quero falar ainda sobre a herança, que é a influência e a legalidade que recebemos de nossos pais.

 

Ex 20.4-6 “Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o Senhor, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.” – ARA – grifo do autor.

 

Perceba que a Bíblia diz que a herança é uma visitação de Deus. Isso não significa que Deus envia o castigo, mas acompanha e permite as conseqüências do pecado. Em outras palavras, Deus permite que herdemos os castigos e as influências trazidas pelos pais.

 

Mas essas conseqüências e influências podem ser quebradas através de um conscientização:

 

VOCÊ É FILHO DE DEUS, E SOBRE TI EXISTE UMA NOVA HERANÇA !!

 

Através da conversão, que nos leva a sermos filhos de Deus, podemos quebrar toda essa influência.

Através da oração, podemos expulsar todos esses demônios que andam ao nosso redor querendo nos levar para trás!

 

Quero terminar com o resumo de três conclusões:

 

  1. Se você não aceitou a Jesus e se tornou filho de Deus, precisa fazê-lo para ter a cobertura do Pai sem pecado nenhum;
  2. Você precisa se empenhar em aprender a Bíblia para ser liberto pela Palavra;
  3. Você precisa orar e declarar que você não quer mais nenhum laço com as coisas do passado.

Ouça a palavra clicando abaixo:

 


 

Bibliografia:

 

Borges, Marcos Souza; “O Avivamento do Odre Novo” – Ed. Jocum do Brasil – Paraná; 5º Ed.;  2007

 

 

Site Map