PRINCIPAL AGENDA TESTEMUNHOS ARTIGOS
PRINCIPAL
AGENDA
TESTEMUNHOS
ARTIGOS
CONSELHOS PARA CASAMENTO
RESTAURANDO O CASAMENTO
NAMORO E  NOIVADO
SEXUALIDADE
ABAIXO A ROTINA
SEMINÁRIOS
PREGAÇÃO EM AUDIO
ESBOÇOS SERMÕES CASAMENTO
NOSSOS ENCONTROS
FOTOS
QUEM SOMOS
CONVITES
LITERATURA
CASADOS PARA SEMPRE
LINK
USO INTERNO

comunicaçãoNeste ensino, vamos falar de um assunto que a princípio parece não ser tão importante. A comunicação do casal. Muitos casais têm enfrentado problemas no relacionamento e na educação de seus filhos por causa da falta de comunicação ou da comunicação inadequada ou insuficiente. Mas para falarmos a respeito da comunicação, vamos primeiro definir o que é:

Comunicação é ato de levar uma informação a alguém. Pode ser realizada verbalmente, através da simples fala como essa que você está ouvindo, através da escrita, como a Bíblia, através de imagens, como uma placa de trânsito, através de sinais, como a comunicação dos surdos e mudos e vários outros recursos que a criatividade descobrir.

A informação é algo extremamente importante, pois sem ela não aprenderíamos coisas simples e essenciais para a formação de nosso caráter. Sem informação não teríamos nem um relacionamento. Imagine as ruas sem placa de trânsito, a confusão que ia ser. Quanto de nós já queimou um aparelho elétrico, por ligar na tomada errada? Se tivesse uma simples plaquinha informando a voltagem, isso não aconteceria. Imagine poder construir uma casa sem comunicação? Não conseguiríamos erguer nenhuma parede.

Foi isso que aconteceu quando o homem ostentou  alcançar a Deus de forma errada. A Bíblia diz que um dia os homens se reuniram e tentaram fazer uma torre para alcançar a Deus. Mas o Senhor reprovou essa ação e para parar o homem, trouxe confusão de línguas, ou seja, os homens não entendiam o que falavam. Foi nesse instante que o homem passou a falar vários idiomas.  O interessante é que quando o Espírito Santo inaugura a Igreja, no Pentecoste, os homens falavam em vários idiomas e todos, mesmo sem conhecer o idioma, entendiam. Significa que ter o Espírito de Deus dentro de nós, nos ajuda muito na comunicação.

Vimos portanto que a comunicação é essencial para o homem e seu relacionamento, imagine então para um relacionamento tão importante quanto o casamento. Mas a verdade é que alguns conjugues não conseguem se comunicar adequadamente, seja por orgulho, por não saberem, por não se importarem ou por outro motivo qualquer. É claro que eles se comunicam, mas será que se comunicam como se deve? Quantos casais simplesmente falam somente oi e tchau? Quantos maridos ou esposa escondem coisas do conjugue? Quantos casais deixam de compartilhar sonhos, vontades, frustrações, coisas que lhe perturbam? Quantos casais vivem a base de mentiras? Quantos casais se comunicam de forma agressiva, com ira?  São comunicações inadequadas que trazem problemas de relacionamento.

Pretendemos, através desse estudo, dar a atenção para esse problema, para que o seu casamento seja abençoado. Então, mesmo que você ache que não tem problema de comunicação em seu casamento, preste muita atenção neste estudo. Reflita em tudo o que for falado aqui. Peço a Deus que esse estudo lhe ajude em sua vida.

 SABER OUVIR: Ser um bom ouvinte é uma boa qualidade. Só é um bom ouvinte aquele que pensa nos outros. Isso significa que quando o nosso conjugue não é importante para nós, nos não ouvimos. Não somos bons ouvintes. Ficamos presos nos nossos pensamentos e nos nossos interesses. Algumas vezes, quando algumas pessoas falavam comigo, estava pensando nas minhas obrigações, nas minhas atividades, observando ao redor (que parecia mais interessante do que a conversa).

Quando alguém fala algo, quer transmitir o que para ela é importante. Não prestando atenção as suas palavras, estamos desprezando a pessoa. Conheci uma pessoa que insistia em ter comunhão. Como líder, achava importante estar junto compartilhando idéias com os liderados. Mas quando conversava com alguém em público, ficava sempre observando as pessoas e constantemente interrompia a conversa para brincar ou falar alguma coisa com outra pessoa.

Vivia se queixando que os seus liderados não o procuravam. Percebi que quando ia até seu escritório, ele não me recebia bem porque estava sempre na internet. Percebi que a internet estava mais interessante que a minha presença. Quando somos bem recebidos nos sentimos importantes para essa pessoa. Nossa vontade de estar junto com ela novamente aumenta. Mas quando o anfitrião não dá atenção para nós, nos sentimos mal e não queremos mais voltar.

 Isso me faz lembrar o meu cachorrinho. Toda fez que eu o minha esposa chegamos em casa é uma festa. Ele sai de onde está e vai nos receber com alegria, na verdade uma grande festa. Cheguei à conclusão que o meu cachorrinho me ama e me valoriza mais do que meu líder, logo prefiro estar mais com meu cachorrinho a estar com meu líder. Saber ouvir é dar atenção. As pessoas percebem quando recebem atenção inconscientemente. Talvez seu conjugue esteja se queixando de falta de atenção de sua parte, mesmo você estando presente.

O bom conjugue é aquele que valoriza o parceiro, respeitando-o ouvindo o que tem a disser. Li uma frase maravilhosa no livro o Monge e o executivo que expressa bem isso:  "O ouvinte ativo tende ver as coisas como quem fala as vê e sentir as coisas como quem fala sente . Essa identificação com quem fala se chama empatia e requer muito esforço." Se realmente amamos nosso conjugue, vamos querer ouvir aquilo que ele tem a nos dizer. Saber ouvir é a essência da comunicação, pois numa comunicação é necessário ter um emissor, o que fala, e um receptor, o que ouve. Você está ouvindo com atenção?

No livro o Monge e o executivo, tem um episódio, de uma apresentação na qual as pessoas diziam seus nomes, profissão e objetivos. Enquanto as pessoas se apresentavam o personagem principal estava pensando no que falaria a seu respeito. Perceba, ele estava pensando em si mesmo e não nos outros. Quando chegou sua vez, o facilitador da reunião lhe perguntou o que foi dito na última apresentação. O interrogado não soube responder, pois estava focado em si. Era um mau ouvinte e de certa forma egoísta. Estava pensando em se dar bem, quando deveria estar prestando atenção nos problemas e dificuldades de seus colegas. Nunca deixe seu conjugue falando sozinho, mesmo que esteja ao seu lado ouvindo. 

FALE A VERDADE: Muitos conjugues tentam enrolar o parceiro na comunicação. Jesus disse em Mt 5:37: "Seja, porém a tua palavra: Sim, sim, não, não. O que disto passar vem do maligno"  Jesus está dizendo que nossa comunicação tem que ser sincera, verdadeira, pois o que passar disto, a enrolação, vem do diabo! A enrolação é uma forma de não falar a verdade, de esconder algo errado. É a expressão do medo por ter feito algo errado. É a maneira de disfarçar uma situação que não está boa.

Nunca diga que algo vai bem, quando não vai. Nunca faça declarações insinceras para encobrir a insatisfação, a chateação, e ceder sempre, para ficar bem. Nunca coloque meias palavras para se comunicar. Não use e indiretas, seja simples e direto.  Nunca deixe de contar algo por inteiro. Deixar de contar uma parte para não causar tristezas e decepções ao conjugue, é uma forma de querer enrolá-lo.

Seja claro! Não tenha medo nem insegurança de se expressar. Muitas vezes floríamos para expressar o que sentimos ou desejamos. Usamos de indiretas para dizer o que precisamos. Deus sempre foi sincero conosco. Seja sincero com o seu conjugue. Mesmo que essa sinceridade traga uma reação de rebeldia, ou até seja uma motivo de briga. O seu conjugue precisa saber que você tem opiniões próprias, e muitas vezes estarão em desacordo com as dele.  

Há duas pessoas que você não deve enganar nunca. Deus e seu conjugue. Deus você não vai conseguir enganar mesmo. O conjugue é aquele em que Deus usa para lhe ajudar na transformação. Mas como Deus vai usar essa pessoa na transformação se ela é sempre enrolada? Procure sempre ser sincero, dessa maneira, vocês vão realmente compartilhar os problemas da vida. Lembre-se que vocês são uma só carne.

NÃO IMPEÇA UMA COMUNICAÇÃO: Muitas vezes um conjugue não compartilha seus sentimentos, idéias, vontades ou opiniões ao outro porque se sente constrangido pelo receptor. Atitudes de desprezo ao ouvir, achar que a opinião do conjugue não é a certa ou até mesmo ridícula, achar que o conjugue é alguém que não conhece nada. Não acatar as opiniões porque simplesmente irritam, são atitudes que farão o emissor (o seu conjugue) pensar duas vezes antes de manifestar sua opinião novamente.

Alguns relacionamentos estão sem comunicação, ou seja, os conjugues não conversam. Conheço a história de um casal que tinha esse problema. O marido deixou de expressar sua opinião. Depois de receber sempre retornos negativos ao expressar suas opiniões a esposa, achou melhor ficar calado, pois sabia que sempre era ridicularizado, ou na melhor das hipóteses, sentia-se constrangido, pois a esposa sempre rebatia suas opiniões. Ela era do tipo autoritária e reprimiu a comunicação desse homem.

O homem, por natureza, se sente como o dono da opinião de seu lar, pois ele foi constituído por Deus como o sacerdote do lar, e de certa maneira Deus o capacita para isso. Quando a mulher não aceita a sua opinião, está invertendo os papeis, e então, os planos de Deus para o casamento não se cumprem. O resultado é a confusão no casamento. É claro que a mulher pode dar a sua opinião que nem sempre concordará com a do marido, mas é preciso conversar sobre as opiniões com amor e paciência. Dessa maneira a mulher cumprirá o seu papel de auxiliadora. Quando ela ataca o marido nas suas opiniões, ela deixa de ser a auxiliadora e passa a ser aquela que não tem sabedoria e por isso não edifica o lar.

Compreenda que existem diferenças de opiniões. As pessoas foram criadas diferentes, viveram coisas diferentes, tiveram experiências diferentes. O pastor Aluízio escreve no seu curso de casais radicais: "As diferenças são reais, mas o que conta para se fazer um casamento feliz não é o quanto somos compatíveis, mas como lidamos  com as nossas incompatibilidades." Homens e mulheres tem sentimentos diferentes, tem gostos diferentes, são fisicamente diferentes. É claro que terão opiniões diferentes!

É preciso entender que só existe um dono da verdade, o próprio Deus. Em Jo 8: 31 e 32 lemos na Bíblia: "31 Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos;32 e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." Não é o marido ou a esposa, não sou eu nem você que tem a opinião certa, mas somente Deus. A verdade da opinião está na Palavra de Deus, que Ele escreveu para nós. É a sua Palavra, a sua verdade.

TRANSMITA A COMUNICAÇÃO ESPERADA: Algumas comunicações são básicas e esperadas pelo o outro conjugue. Por exemplo: Um muito obrigado a um favor atendido, um pedido de desculpas, um elogio a esposa dizendo que ela está linda, um elogio ao marido expressando o quanto ele é inteligente a você como esposa o admira. Comente como está feliz de estar casado, de como a pessoa foi muito importante para sua vida.

Muitas vezes temos dificuldade de transmitir essas comunicações, por causa do orgulho. A Bíblia diz que o orgulho leva ao abismo. Pv 16: 18, na tradução da linguagem de hoje, diz : "O orgulho leva a pessoa à destruição, e a vaidade faz cair na desgraça." Não se sinta com o orgulho ferido em declarar que você ama sua esposa ou marido, em agradecer, em elogiar, em dizer coisas que motivarão o relacionamento.

Essas comunicações, porém, devem ser transmitidas de forma sincera, e não forçada. Tem que ser algo que venha do coração. Certa vez, alguns cientistas fizeram uma pesquisa com o coração e o cérebro. Eles conseguiram detectar vibrações que saiam do coração num raio de 3 metros e não conseguiram detectar nenhuma vibração do cérebro humano. Isso prova que quando fazemos as coisas com o coração, as pessoas sentem. Quando a comunicação sai do coração, é sincera.

Mas talvez você esteja desanimado, pensando como é difícil falar algo do coração sem sentir, sem ter amor. O plano de Deus é que haja amor no casamento, por isso Ele vai fazer de tudo para que o amor seja restaurado. Mas para isso é necessário que você deseje isso, que você abra seu coração para Deus restaurar o amor. Creio que o amor é uma opção, diferente da paixão que simplesmente acontece. A paixão vem de - repente, mas acaba, então vem a escolha, amar ou simplesmente acabar com o relacionamento. A Bíblia nos ensina que devemos ter somente um relacionamento amoroso, portanto se vamos viver com uma pessoa a vida inteira, é melhor viver com amor.

TENHA O TOM CORRETO DE COMUNICAÇÃO: A comunicação é emitida não apenas de palavras, mas também através de gestos e pelo tom de voz. Uma pesquisa constatou que numa mensagem,  o impacto emocional produzida por ela, 7% se deve por causa das palavras,35% pela expressão facial e 58% pelos gestos, posturas e expressões faciais. Perceba o efeito que o tom de voz tem num simples pedido:  - Pegue aquele objeto para mim, por favor.  Pegue aquele objeto para mim, por favor!!!! (num tom muito mais agressivo). O tom de voz influencia a mensagem. Com certeza o primeiro pedinte, seria atendido com muito mais satisfação do que o segundo.

A Bíblia nos trás uma mensagem sobre isso. Vamos ver o texto que está em Pv 15:1 "A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira". Na linguagem de hoje lemos: "A resposta delicada acalma o furor, mas a palavra dura aumenta a raiva." Na pratica, no dia-a-dia, vemos isso acontecer constantemente. Observe: Uma resposta num tom agressivo, encerra uma conversa ou a transforma numa briga; uma critica com tom rude, nunca será aceita, enquanto que a critica feita com um tom amoroso, poderá ser aceita. Uma fala transmitida com tom sarcástico transmitira a idéia da pessoa estar ironizando o receptor. Ainda temos as falas com tons de piedade, de choro, romântica que sempre poderão mudar a interpretação da mensagem.

Homens são diferentes das mulheres. As mulheres tem a percepção mais aguçada que os homens, por isso elas observam muito mais a linguagem corporal do que a verbal, não que a verbal também não seja importante para elas, mas o fato é que elas esperam que os homens sejam capazes de entender a linguagem verbal e a corporal que elas transmitem. Mas infelizmente, os homens tem dificuldade em receber tanto a mensagem verbal, como a corporal. Essa diferença de percepção as vezes trás conflitos para o casamento. É preciso que o homem se esforce para receber a comunicação da mulher e a mulher entenda sobre a dificuldade do homem.

PENSE ANTES DE FALAR: Certo dia Deus me deu um conselho que nunca esqueço. Ele disse: - Nunca deixe a emoção passar por cima da razão. Em certas ocasiões, quando estamos irritados, chateados, depressivos, aborrecidos, decepcionados, falamos coisas que não devemos falar, e ainda com tons que não devemos usar. A Bíblia diz em Tg 1:19: "Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo o homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar."  

Posso afirmar que sábio é o homem que nas ocasiões emocionais delicadas, pensa muito antes de falar, mas sábio mesmo é o que se mantém em silêncio. É muito difícil se manter calado num estado emocional de ira, ou de afronta, mas é um fruto do Espírito Santo. É o fruto do domínio próprio descrito em Gálatas 5:23. Muitas vezes estamos irritados e acabamos falando o que não devia para o conjugue. É uma comunicação inadequada que muitas vezes leva a briga.

A Bíblia diz que há tempo para tudo inclusive para falar, vamos ver essa passagem em Ec 3:1 e 7: 1 "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:" e 7 "tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar;" Em certas discussões ou afrontas é melhor ficar calado e esperar a ira do conjugue ir embora, para depois colocar o seu ponto de vista, mesmo que esteja certo, mas lembre-se, nunca deixe de colocar sua opinião.

NUNCA DEIXE DE COMUNICAR ALGO IMPORTANTE: Uma correção na atitude do conjugue, uma repreensão pela ofensa, um esclarecimento de uma situação mal resolvida, tem que ser comunicado, mas no tempo certo. A Bíblia diz em Ef 4:25-26. 

Site Map