PRINCIPAL AGENDA TESTEMUNHOS ARTIGOS
PRINCIPAL
AGENDA
TESTEMUNHOS
ARTIGOS
CONSELHOS PARA CASAMENTO
RESTAURANDO O CASAMENTO
NAMORO E  NOIVADO
SEXUALIDADE
ABAIXO A ROTINA
SEMINÁRIOS
PREGAÇÃO EM AUDIO
ESBOÇOS SERMÕES CASAMENTO
NOSSOS ENCONTROS
FOTOS
QUEM SOMOS
CONVITES
LITERATURA
CASADOS PARA SEMPRE
LINK
USO INTERNO
 

Nos tempos bíblicos, a maioria dos casamentos de dois jovens era decidido pelos pais, sem nenhuma consulta prévia a ambos. Eram os famosos casamentos arranjados. É provável que a família de Jesus, tenha sido formada por um casamento assim.

Então, muitos não se casavam amando. Mas isso não significa que o amor era descartado, ele era construído!

Depois do casamento, surgia o amor.

Os jovens sabiam que era preciso desenvolver o amor e a cumplicidade um com o outro, pois a separação era uma vergonha. A mulher divorciada era recriminada socialmente. Eles entendiam a importância do voto do casamento.

 

Amar é uma decisão. Nós optamos em amar!

 

Infelizmente muitos preferem trocar de amor, em vez de ter o trabalho de construir o amor.

Existe uma diferença entre amor e paixão. A paixão acontece, o amor é construído. A paixão é difícil de se controlar, o amor se desenvolve. É por isso que a Bíblia recomenda:

 

“Marido, ame a sua esposa, assim como Cristo amou a Igreja e deu a sua vida por ela.” Ef 5.25 - NTLH

 

“O homem deve amar a sua esposa assim como ama o seu próprio corpo. O homem que ama a sua esposa ama a si mesmo.” Ef 5.28 – NTLH

 

Para os jovens do tempo bíblico, o amor era uma decisão pessoal e o sentimento podia ser controlado por cada um. Isso pode parecer loucura nos dias de hoje, mas não podemos negar que dava certo. Havia muito menos divórcio naquela época do que hoje!

 

Se o jovens daquela época conseguiam construir o amor, você também consegue!

 

Decida amar! Valorize seu relacionamento, entre a separação e construir o amor, decida amar!

Mesmo que tudo indique que o amor acabou, é possível trazê-lo a existência. Isso é bíblico! O amor é algo que é colocado dentro de nós por Deus. O amor é um fruto dado por Deus, então se você estiver disposto e buscar esse fruto em Deus, Ele colocará dentro de você!

 

“Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade,” Gl 5.22 – ARA (grifo do autor)

 

Ore a Deus pedindo esse fruto do amor de seu cônjuge para você!

Lembre-se dos momentos do passado em que eram apaixonados. Tente revive-los!

Aprecie a beleza dele. Todos nós somos lindos, pois fomos feitos a imagem e semelhança de Deus!

Proporcione momentos agradáveis com seu cônjuge. Aprenda a curti-lo!

Que tal começar a procurar qualidades no seu cônjuge? Aprecie as coisas boas que ele faz. Analise as suas atitudes e faça uma lista. Isso vai lembrá-lo de como ele é precioso!

Site Map